Futebol é simples e Fernando Diniz um vencedor


Postagem 20/08/2020 14:40



Se a nossa profissão fosse comparada a de treinador, conseguiríamos ser Fernando Diniz? O atual técnico do São Paulo já é um vencedor pelo simples motivo de ter chego aonde chegou.

 

Já falei e vou dizer novamente: futebol é bem mais simples do que parece. Para avaliar um trabalho, veja o que realmente o clube pode oferecer:

Fernando Diniz deixou o Atlético Paranaense após 12 jogos no Brasileiro de 2018.  Mas, em 2015, após um turno, Luxa também deixou o Cruzeiro na degola. Felipão no Palmeiras em 2012 ficou no esquecimento.

O que eu quero dizer é o seguinte: avalie sempre um profissional, pelo que o seu empregador possa oferecer.

Vocês queriam o título do Diniz no Atlético com apenas 20 jogos? Ou no Fluminense que nem jogadores tinha? Querem no São Paulo? Sinto contar uma verdade a vocês, ele não tem equipe para isso.


Quando falam que os times no qual ele sai melhoram é um factóide por conta do título do Atlético do Paraná na Copa do Brasil ( um ano e meio depois) e da Copa Sul Americana, na qual Diniz dirigiu o time.

Veja bem, podemos afirmar que o Palmeiras melhorou após Luxemburgo sair em 1997? Ou a Seleção  Nacional do Brasil? Ou o Real Madrid Campeão Espanhol 2006/07! E o Santos? Que viria depois a ser campeão da Copa do Brasil 2010 e Libertadores 2011.

E no caso do Felipão: O Grêmio melhorou após a sua saída em 2015? A seleção de Portugal? O Chelsea?


É até provável que essas equipes aproveitaram algo de Luxa e Felipão. Por sinal, ambos tiveram participações nos rebaixamentos do Palmeiras em 2002 e 2012.

Não estou aqui pra falar mal do Luxa, do Felipão e bem do Diniz. Apenas para provar a teoria de que o treinador de futebol tem um limite que precisa ser explanado para quem acompanha a fundo. Para os torcedores, deixo a liberdade para as brincadeiras e gozações. Elas são importantes para o esporte também.

Coloquem a profissão de vocês no lugar da dos treinadores. Seriam melhores do que Fernando Diniz? Comparem profissionais que fazem a mesma coisa que vocês. Cada um de nós tem algo que não nos deixa nos mover. Seja para frente ou para trás. Tudo é aprendizado.

Maravilhosa a entrevista do Klopp essa semana: Depois que acabar meu contrato com o Liverpool, ficarei um ano parado. Se sentir saudade do futebol eu volto. Caso contrário, me aposento.

É fácil ficar criticando! Ainda mais com a bunda no sofá e no ar condicionado. Todo mundo sabe tudo. Todo mundo acerta após o ocorrido.

Repito: não defendo Fernando Diniz. Apenas estou tentando mostrar que Diniz faz o que é possível, com uma variável de jogo que poucos tem, ainda que falte alguma coisa, como também nos falta no dia a dia. Mas, a nós, não tem que fique a criticar nas redes sociais e na saída dos nossos trabalhos.



Diniz conseguiu acessos com Votoraty e Atlético Sorocaba. Ganhou a Copa Paulista com o Paulista de Jundiaí. Fez um trabalho que alavancou o Audax Osasco. Fez mais do que se esperava.


No Atlético Paranaense ficou pouco. No Fluminense reestruturou um time que não existia. No São Paulo, mesmo com problemas extra campo, vai tentando por em prática seus ideais.



Diniz é diferente e hoje, isso o torna alvo de todos. Uma pena ainda não ter um clube estruturado para desenvolver seu trabalho que já é vitorioso por nos ensinar tanto, mesmo sem títulos de expressão.




 

Escolha seu Time

(16) 9 9756 - 1585

Av. José Fortuna, 497

Jr. Esporte Clube - Todos os direitos reservados © 2014