Apresentação de Crespo tem falas importantes para o São Paulo


Postagem 17/02/2021 14:00



O São Paulo apresentou nesta tarde Hernán Crespo, treinador que terá dois anos de contrato e escolheu o clube para coordenar um projeto a fim de voltar aos títulos. O argentino falou coisas interessantes, como não contar com um grande números de reforços e ter apoio e paciência para construir uma formatação de jogo.

 

Crespo não falou sobre as permanências e o futuro de Juanfran, Dani Alves e Hernanes. Disse que são jogadores que não precisam de apresentação. Sobre o trabalho de Fernando Diniz, o comandante disse que aproveitará algumas metodologias e que o trabalho só terá sucesso se os jogadores contribuírem para isso.

 

O treinador ainda disse que não vai poupar no Paulistão e que as questões financeira são facilmente dribladas em um país que se exporta muitos jogadores ao exterior. Ele ainda aproveitou para elogiar Kaká e a direção do clube. Pra finalizar, Crespo falou em respeito ao adversário e o amor ao futebol para conseguir fazer o Tricolor a voltar ao caminho das conquistas.

 

 

Reforços

 

Agradecer a confiança pela possibilidade de trabalhar em grande clube. Estamos conversando sobre plantel e teremos atletas de muita qualidade. Mas, não teremos numerosos reforços.

 

Lição da última temporada

 

Muitas vezes temos que olhar para trás e temporadas tem sido complicadas, não serei eu que vou avaliar. Nesse ano, quero manter uma regularidade e contaremos com todo plantel por conta dos vários jogos que teremos. Manteremos uma linha e uma paciência para construir algo nessa temporada.

 

Metodologia do último trabalho

 

Seguramente vamos aproveitar o trabalho feito por Fernando. Cada um tem sua forma de conduzir e ver o futebol. E nosso trabalho vamos implementando com o tempo.

 

Dani, Juanfran e Hernanes

 

Eles não necessitam apresentações. Qualquer decisão que tomar, não vou falar hoje e nem em público. O time ainda tem chances de título nacional, e não poderei tocar nesse assunto, pois, o Brasileirão não acabou. Qualquer situação que for tomada, falaremos com todos. Primeiro falaremos com os jogadores e depois, passaremos à imprensa.

 

Motivos da escolha

 

Essa pergunta não é pra mim. Quem tem que responder é a diretoria. Tenho uma ideia de futebol que eu gosto, para sermos protagonistas. Mas, é um grande desafio, por o São Paulo, no lugar que lhe pertence.

 

Construção do time

 

A mesma maneira que a construção em Banfield, quando terminaram o projeto. Igual no Defensa, campeão da Sul Americana. Contamos com a ajuda dos jogadores. Requer tempo, paciência. Esperamos que seja o mais rápido possível.

 

Driblar dificuldade financeira

 

Não se pode comprar tudo. O ponto é saber o que quer. Mirar na maior fábrica de exportação da América. O importante é que os jogadores, nunca deixem de apreender. Faço questão de deixar um valor. Todos temos que melhorar. Todos temos que crescer. É um processo e uma metodologia  que vamos implantar.

 

Teste Paulistão

 

Muitas opções. A pandemia faz nos adaptarmos. A situação real seria uma pré-temporada e tempo. Provar jogadores no Paulistão não é correto. Por respeito ao clube e a competição. Os atletas não tem que provar nada, eles tem que merecer estar no São Paulo. Todas competições tem um peso e o São Paulo tem que pensar em chegar o mais longe possível, mas jogadores precisam mostrar e não provar.

 

Formato das vitórias

 

A forma precisa ser respeitar e amar o futebol. Quando pequenos queríamos vencer e comemorar. Minha equipe precisa ter uma forma de jogar, mas tem o adversário. Respeitar é o mínimo. Precisamos amar o futebol. Temos que respeitar a essência do jogo. Quando isso ocorre é magnífico.

 

Atraiu no São Paulo

 

Primeiro foi os dirigentes que me escolheram, eu fico muito feliz. O projeto me satisfez para coordenar esse trabalho. O tempo eu não sei dizer se me darão.

 

Pressão por títulos

 

São coisas que precisamos de muita calma. Convivi com a pressão desde a época de jogador. É um desafio entender . Com a colaboração de jogadores, com gana e fogo nos olhos, lidaremos com a pressão.

 

São Paulo, Chile e Santos

 

Muitas vezes são as conseqüências  das coisas. Com o São Paulo foi uma conexão, algo muito simples. Conexão rápida com as pessoas, isso me encantou.

 

Kaká

 

Kaká os diretores vão definir o papel dele. Eu não esperava encontrá-lo. Ele é uma lenda do futebol mundial. Esse tipo de pessoas melhoram o ambiente e cortamos o tempo de aprendizagem. Ele é uma grande pessoa.

 

ideias de futebol

 

Na verdade estamos com muita serenidade. Minha convicção é ter uma melhor maneira para ganhar. Não são coisas diferentes. Esse trabalho é dar certeza e convicções a todos. O objetivo final é ganhar. Dei exemplo de uma forma: o respeito. O São Paulo precisa sempre vencer o rival, desde que ele permita. Respeitar as convicções, entendendo que o futebol é dinâmico. Como jogador joguei com vários grandes jogadores. Cada um com uma característica. Mas, não perdia o faro do gol. Como treinador eu entendo que pode até modificar, mas não podemos perder a identidade. Não podemos perder o amor pelo jogo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Escolha seu Time

(16) 9 9756 - 1585

Av. José Fortuna, 497

Jr. Esporte Clube - Todos os direitos reservados © 2014